< voltar

Jornada do colaborador: Guia completo para estruturar da atração até o encantamento

jornada-do-colaborador_-guia-completo-para-estruturar-da-atracao-ate-o-encantamento

Descubra como a tecnologia pode auxiliar nesse processo e garantir mais produtividade.

Alcançar um alto desempenho das equipes é um desafio que tem início no processo de atração dos talentos até a retenção e o encantamento. Mas como manter um padrão de excelência nesse quesito e ganhar pontos frente à concorrência de mercado? A Colabbe traz um guia completo para estruturar a jornada do colaborador, seja no trabalho presencial ou remoto. Se você, gestor de RH até hoje ignorou o tema, vai entender sua relevância para toda a empresa, independente da maturidade, porte ou segmento. 

O que é a jornada do colaborador?

A jornada do colaborador, ou employee experience, é formada por ações organizacionais com foco na vivência do funcionário que devem estar integradas aos objetivos do negócio. Atenção: não caia em ciladas de trabalhar apenas as gamificações ou promover happy hours, pois o olhar sob o capital humano deve ir além (e os colaboradores sabem disso…).

Abandone o conceito de troca de horas de trabalho pelo salário. O colaborador quer fazer parte das transformações e ser reconhecido. 

Entre os desafios para promover uma jornada com excelência está a adaptação do colaborador a cada cultura organizacional ao chegar em uma empresa, o ensino defasado diante de inovações tecnológicas tão exigidas no dia a dia, assim como as transformações de comportamento entre gerações que ocorrem em alta velocidade. 

Com isso o fator motivacional para a entrega de resultados deve ser relembrado com recorrência. Você sabe o que motivou alguém a se candidatar a uma vaga na empresa? Se os valores da empresa estiverem explícitos desde a etapa de atração, a chance de manter uma sólida relação é maior. Pense nisso e o caminho a ser percorrido na jornada do colaborador será mais suave. 

Atração

Atrair candidatos para as vagas parece difícil? Bom, se o nível de competitividade entre empresas parece alto, imagine para os profissionais mais qualificados que escolhem o trabalho considerando flexibilidade, benefícios e, é claro, remuneração. 

Com o mercado dinâmico, construir uma sólida cultura organizacional faz-se necessária. O processo de recrutamento sem um destino promissor ao candidato é um desafio ainda mais complexo, por isso a etapa começa bem antes dos requisitos de uma vaga. 

Os diferenciais da empresa, além dos valores e plano de carreira devem estar explícitos para que o candidato mais qualificado opte por sua empresa ao invés da concorrente em uma disputa. Quem apoia o RH nesse quesito é o marketing, mas lembre-se: ele só deve divulgar informações que refletem a realidade do seu negócio, afinal, um impacto positivo inicial pode manchar a reputação da empresa. Definitivamente não é isso que estamos buscando. 

Dificuldade em atrair perfis aderentes? Proporcione estratégias que incentivem os colaboradores a serem embaixadores da marca em redes sociais corporativas. Depoimentos orgânicos e espontâneos chamam a atenção de profissionais em relação à postura de valorização da empresa. 

Contratação e onboarding

O candidato ideal chegou e a contratação ocorreu. A jornada do colaborador está apenas começando, pois o objetivo é encantá-lo. Estabelecer um processo claro é o primeiro passo para mostrar a organização da empresa, afinal, precisamos começar bem. Novamente reforçamos que as etapas independem da contratação ser presencial ou remota, por isso é necessário tornar ambas muito efetivas. 

No onboarding, o estímulo à relação com as equipes faz toda a diferença, em especial quando ela é positiva nos primeiros dias. O colaborador se sente acolhido e cria um senso de orgulho em pertencer. 

Use esse tempo também para promover os treinamentos necessários para nivelamento de skills requisitadas pela função, sem colocar o recém contratado “na fogueira”. Se o período é de adaptação, você é o responsável por tornar essa experiência a melhor possível. 

Um kit de boas-vindas também é uma ótima maneira de receber o colaborador. Sejam cadernos, lápis, canetas, mouse pads, squeezes, mochilas e o que mais a criatividade e o orçamento permitirem, invista nesse reforço de marca. 

O que não pode faltar em um onboarding de sucesso: história da empresa e apresentação da cultura; detalhamento de missão, visão e valores; estrutura organizacional e explicação das formas de avaliação de desempenho dos colaboradores. Se necessário, repetir qual será a função a ser desenvolvida junto ao time para que não haja qualquer ruído na comunicação. 

Dica bônus: Otimize ainda mais a comunicação do RH com o novo colaborador enviando a mensagem de boas vindas e o link para preenchimento dos dados via E-mail, WhatsApp e/ou SMS através da plataforma de admissão digital da Colabbe.

Engajamento e avaliação de desempenho

Um colaborador engajado é tudo o que você precisa, mas como transformar um profissional em um representante que leva o nome da empresa de maneira positiva internamente, aos clientes e aos talentos do mercado? 

Contar com uma liderança que inspire é determinante. O líder deve potencializar os pontos positivos da equipe e ter jogo de cintura ao dar feedbacks que não são tão animadores assim, abrindo espaço para que o próprio colaborador encontre uma solução. 

Ter um plano de carreira bem definido estimula o autodesenvolvimento. É uma atividade indispensável para enxergar os próximos passos na empresa e quais ações devem ser entendidas como prioridade pelo colaborador. Quando ela não existe ou não está clara, o funcionário menos engajado realiza apenas o suficiente para se manter no quadro de empregados. 

Supondo que já tenhamos métricas para promover a avaliação de desempenho, acompanhar o que vem impedindo a obtenção de metas e resultados é essencial. Treinamentos, cursos e mentorias auxiliam nesse caminho, mas sem o impulso do próprio colaborador, nada acontece. 

Crescimento

Vida longa e próspera ao colaborador na empresa através de uma jornada de sucesso representa para a empresa mais lucros, pois a taxa de turnover é reduzida. Menos tempo treinando novatos e potencializando habilidades de colaboradores engajados favorece os negócios.

A Colabbe trabalha para facilitar a rotina do gestor de RH e traz como resultado um aumento de até 70% na produtividade do processo de admissão. Assim, você ganha mais tempo para focar na estratégia do seu negócio. Entre em contato com nossa equipe e solicite um teste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *