< voltar

O futuro do RH estratégico: qual a importância da aplicação de Data Driven em Recursos Humanos

o-futuro-do-rh-estrategico_qual-a-importancia-da-aplicacao-de-data-driven-em-recursos-humanos

O atual contexto corporativo no qual as empresas estão inseridas traz diariamente diversos choques culturais e de valores. Aquelas aptas a permanecer no mercado competitivo fazem valer os recursos tecnológicos e as tendências organizacionais de maior comunicação entre setores, acesso rápido e flexível de informações e espaço aberto aos colaboradores para que deem sugestões de mudanças e inovações. 

O futuro vai exigir do RH uma postura estratégica, que compreenda o perfil de colaboradores e métodos de trabalho que estão por vir e, principalmente, compreenda que mudanças são fundamentais para o desenvolvimento e perpetuação de qualquer organização em um mercado competitivo, que vive em constante transformação.

Toda a disrupção tecnológica vem permitindo a criação de plataformas e softwares que facilitam a análise de dados e otimizam tempo em processos antes morosos e burocráticos. O RH tem como principal objetivo se tornar uma área de demandas ágeis e resultados assertivos, conectada à todas as demais áreas dentro da empresa, acessível até mesmo fora dela.

Quando se trata de tecnologia, o futuro reserva para o RH toda a otimização disponível pelo uso de sistemas especializados que avalia informações referentes a colaboradores e/ou candidatos, facilitando o processo de recrutamento e seleção e até mesmo avaliações internas da empresa, melhoria essa conhecida como People Analytics. 

Um dos maiores desafios atuais que envolvem a tecnologia de People Analytics é a criação de uma cultura Data Driven – ou seja, baseada em dados – para o setor de Recursos Humanos. Essa inovação pode beneficiar até mesmo organizações que já investem em soluções analíticas automatizadas. 

O que é “Data Driven”?

A cultura Data Driven tem por definição aquela que faz uso de análises de dados na tomada de decisões ágeis e assertivas.

Contextualizando essa definição no setor de Recursos Humanos, um RH orientado através da análise de dados (ou RH inteligente) é aquele onde os dados analisados extraem insights que auxiliam não somente o setor de RH, mas a organização como um todo.

Uma vez analisados os dados, você já obteve os dados dos quais precisa. Agora, é preciso de ferramentas e qualificações pessoais para analisar informações de forma que elas tragam dados de acontecimentos presentes e ainda auxiliem o RH na estratégia para gestão de pessoas futuramente.

Não é mais viável analisar e trabalhar com dados obtidos manualmente nos dias de hoje, pois além de ocupar muito tempo dos colaboradores, as análises são mais suscetíveis a falhas. Por essa e muitas outras razões, investir em uma solução especializada se torna uma opção mais inteligente.

Qual a importância da Cultura Data Driven para a gestão de Recursos Humanos?

Através da análise de dados beneficiada pela tecnologia de People Analytics e Data Driven, é possível obter:

  • Admissões e processos seletivos mais assertivos
  • Atração e retenção estratégica de talentos
  • Gestão de competências
  • Organização de treinamentos eficientes
  • Compilar custos envolvidos em admissões e desligamentos
  • Calcular custos de contratação, salário e benefícios, e ainda trazer todo o resultado trazido pelos investimentos.  

Como implantar a Cultura Data Driven no RH?

A transformação digital trouxe à disposição do setor de RH uma grande gama de tecnologias capazes de otimizar processos que antes demandavam tempo e muita mão-de-obra – que combinados à profissionais capacitados – torna possível a tomada de decisões e o estabelecimento de estratégias de forma precisa e ágil.

Consequentemente, otimiza-se o tempo, a demanda de profissionais é menor (enquanto parte deles pode dedicar suas energias aos demais processos e setores da empresa), as chances de retrabalho são reduzidas e a produtividade da equipe como um todo acaba beneficiada. 

De que forma organizar a cultura Data Driven no RH da sua empresa?

1. Especifique os objetivos e prioridades de negócio dentro da organização

Defina clientes, dores a serem resolvidas, concorrência direta e de que forma os números atuais obtidos pelo setor de RH impactam nessas metas. Analise de que forma esses resultados corporativos podem ser aprimorados.

2. Estabeleça uma cultura de dados

É impossível adotar transformações digitais através de Data Driven se a empresa não está aberta a novas tecnologias e o setor não possui conhecimento dos benefícios que podem ser obtidos com essa inovação. É essencial direcionar toda a cultura organizacional rumo à inovação, tornando possível a toda equipe reconhecer a necessidade e estabelecer o uso da tecnologia como parte do objetivo estabelecido pela empresa.

3. Após apresentar números e metas aos gestores, comece todo o processo

Trace um cronograma em que relatórios sejam obtidos e discutidos com todos os demais tomadores de decisão frequentemente, para que sejam desenvolvidas soluções e planejamentos de melhoria constantes.

4. Permita que seu RH tenha acesso a todos os dados disponíveis relacionados à empresa

Capacite seus profissionais para que possam identificar os dados relevantes para que possa acontecer melhorias no setor e impactos positivos na empresa como um todo. 

5. Saiba identificar dados relevantes ou dispensáveis

O fato de possuir relatórios e dados de forma “fácil” e ao alcance das mãos não necessariamente significa que as habilidades de avaliação são dispensáveis. Por esse motivo a capacitação de profissionais se faz tão necessária. Invista em treinamentos de alfabetização de dados e programas de desenvolvimento para gestores e toda a equipe de RH. 

6. Priorize soft-skills na equipe

Capacidade analítica, raciocínio lógico e facilidade com metodologias são características cruciais necessárias para que a empresa possa estabelecer a Cultura Data Driven no RH e consequentemente na organização como um todo.

Empresas que utilizam de Data Driven e Big Data estão sempre à frente na concorrência, porque interpretam dados rapidamente, obtêm relatórios constantes e, consequentemente, são capazes de decisões ágeis e soluções eficazes. Implementar uma gestão baseada em Data Driven eleva o RH para outro patamar de eficiência. 

O uso de Big Data e Data Driven traz ao mundo corporativo um fator crucial para a sobrevivência no mercado competitivo: a previsibilidade. Através das informações obtidas em análises internas e gerais dos profissionais, é possível identificar tendências e se adequar às estratégias para atração dos perfis mais condizentes com o fit-cultural da empresa.

O futuro do RH é online e estratégico: capacitação de líderes, seleção preditiva, foco no bem-estar organizacional e pessoal da equipe e flexibilidade nos modelos de trabalho são destaques previstos para o setor nos próximos anos. Nós, da Colabbe, temos como nosso objetivo ajudar a sua empresa a alcançar o seu! Levamos inovação, tecnologia, produtividade e redução de custos através da melhor tecnologia em Recursos Humanos! Quer saber mais? Fale com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *